Empresrio negociava isenes fiscais Suspeito de tentar subornar o secretrio da Fazenda de Pernambuco tentava instalar uma fbrica de cerveja na Regio Metropolitana do Recife

Wilson Maranho

Publicao: 20/04/2024 03:00

A  tentativa de suborno ao secretário da Fazenda de Pernambuco (Sefaz), Wilson de Paula, foi praticada por um empresário do setor de bebidas que negociava com o Governo do Estado isenções fiscais para a instalação de uma fábrica de cerveja. O homem, que não teve o nome divulgado, tem uma distribuidora de bebidas na Região Metropolitana do Recife (RMR).

A informação foi repassada, na sexta (19), pelo secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, além do chefe da Polícia Civil, Renato Rocha, horas depois da divulgação da prisão desse homem.

Em entrevista coletiva, na sede da SDS, no bairro de Santo Amaro, na área Central do Recife, Carvalho disse que o empresário levou pessoalmente a caixa de cerveja com R$ 49.996 para o prédio do secretário e deixou na portaria.

Imagens do circuito de câmeras do edifício do secretário gravaram a movimentação, na última quarta-feira (17). Foi por meio dessas imagens que a polícia conseguiu identificar o suspeito, já que o secretário foi consultado e confirmou que o homem participava da reunião de negociações com a Sefaz, que aconteceu no início desta semana, na sede da secretaria, no Centro do Recife.

Quando viu que na embalagem havia uma sacola com dinheiro, Wilson de Paula ligou diretamente para Alessandro Carvalho para relatar o ocorrido e solicitou que as medidas fossem tomadas. Nesta mesma semana, o homem, que não teve o nome divulgado, participou de uma reunião para tratar da instalação da fábrica. Segundo informações extraoficiais, a fábrica seria da cervejaria Império.

“Eu recebi uma ligação do secretário Wilson de Paula, na quarta, por volta das 13h30, me informando que havia chegado em casa e que tinha um presente para ele que seria uma caixa de cerveja, ele recebeu e levou para o apartamento. E ele constatou que dentro da caixa havia uma sacola e uma grande quantidade de cédulas de dinheiro e me relatou. O que a gente apurou é que nesta semana houve uma reunião entre uma empresa de cerveja que pretende se instalar em Pernambuco para negociar possíveis incentivos fiscais. No dia seguinte ele recebeu esse dinheiro. E não há outra conclusão que essa caixa seria uma mensagem de que essa negociação poderia fluir fora da regularidade, em razão da promessa da entrega daquele recurso, ou até de mais. Então diante das diligências realizadas desde o primeiro momento, prendemos a pessoa que entregou pessoalmente a caixa e foi uma das pessoas que participou da reunião na Sefaz”, contou o titular da SDS, Alessandro Carvalho.

O suspeito foi preso na quinta-feira (18), saindo do trabalho, no bairro de Piedade, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, e passou por audiência de custódia na sexta (19). Carvalho disse que ele ficou em silêncio durante o depoimento à polícia. Ele foi autuado por corrupção ativa. O celular foi apreendido e será periciado pelo Instituto de Criminalística (IC).

Agora, com a instauração do inquérito, a Polícia Civil pretende intimar outras pessoas que participaram da reunião com o secretário da Fazenda, Wilson de Paula, para prestar depoimento. A polícia não descarta que outras prisões aconteçam no curso das investigações.

Segundo Alessandro Carvalho, a pasta monitora se o titular da Sefaz está sendo ameaçado e, que se isso for constatado, serão acionadas todas as medidas de segurança.

“No momento, não vemos a necessidade de tomar medidas de proteção ao secretário Wilson. Mas, se em algum momento isso for constatado (ameaças), o Estado dará a proteção a ele, de imediato. Se alguma notícia vier de que ele pode estar sendo ameaçado, outra investigação será aberta e todas as medidas de segurança serão tomadas pelo Governo do Estado”, declarou.

Reação
A governadora de Pernambuco, Raquel Lyra, se pronunciou sobre o caso nas redes sociais, dizendo que seu governo não tolera atos de corrupção. “A corrupção é o maior símbolo da velha política. Do tipo política que estamos mudando. Nosso governo não tolera corrupção e demonstra isso com atos”, afirmou a gestora.

“Parabéns à polícia e ao nosso secretário, pela ação rápida que garantiu a prisão de um criminoso. A polícia seguirá com as investigações para que todos os responsáveis sejam punidos”, acrescentou.